Equipe de endemias desbravando as dificuldades para levar atendimento as comunidades dos assentamentos de Pacajá

0

O assentamento atendido foi a Gramanha, onde realizaram borrifação, instalação de mosquiteiros, coletas de lâminas para identificar e tratar a malária. São ações importantes iguais a essa que trazem o controle da doença em Pacajá.
O município de Pacajá foi homenageado recentemente pela Norte Energia, pois com o trabalho desenvolvido nas comunidades mais distantes e na cidade, a malária vem sido controlada.

No dia 10 de outubro o senhor Abel esteve em reunião na SESPA em Belém, com o Dr. Bernardo diretor de doenças endêmicas do estado, aonde ficou confirmado mais 02 motocicletas, um microscópio e 500 mosquiteiros.

Abel Filho está à frente dessa equipe e relatou que sente muito orgulhoso dos companheiros de trabalho, pois vê compromisso e responsabilidade nas ações desenvolvidas por cada um. “Somos uma família e cuidamos de famílias. Todos não medem esforços para que possamos chegar nos lugares mais longes e, levar a prevenção dessa doença que infelizmente ainda traz transtornos a população de Pacajá”.

Fiquem atentos aos sintomas e procurem atendimento médico: FEBRE, CANSAÇO, DORES DE CABEÇA, TONTURA, FALTA DE APETITE, CALAFRIOS, VÔMITOS E TREMORES.

Quanto mais rápido o diagnóstico, mais eficaz o tratamento.

Prefeitura de Pacajá.
Governo fé, coragem e determinação.
Por Ana Freitas.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade